familia facebook pixel

Categoria De Mãe pra Mãe

Menina moça: Nina cresceu

Hoje é aniversário da minha Nina. Aquela que me ensinou a ser mãe. A trocar fralda. A amamentar. A passar madrugada acordada quando ela tinha cólica. Aquela menina que me fez chorar quando falou “mamãe” pela primeira vez. A que me fez virar fera quando chegou em casa dizendo que o amigo tinha mordido seu braço. A que me emociona quando pede para passar algumas horas sozinha comigo. Menina grande!

Continue lendo…

Desafio: ser multitarefas e não pirar!

Outro dia um amigo levou os filhos numa festa e o embrulho do presente estava péssimo. Brinquei com ele perguntando quem tinha feito aquela “obra de arte”. A resposta foi, no mínimo, curiosa. “Fui eu e está feio porque fiz o embrulho enquanto atendia o telefone, as crianças corriam pela sala. Minha mulher estava trabalhando eu encarei o desafio sozinho, viu?!!”. A resposta era quase que um pedido de compaixão. Fiquei

Continue lendo…

O que é motel, mãe?

Me lembro como se tivesse acontecido ontem. Tínhamos acabado de almoçar e eu ajudava minha mãe secando a louça que ela lavava. Não devia ter mais de 7, 8 anos. “Mãe, o que é motel?”, perguntei. A pergunta apimentada não era muito novidade, minha mãe estava acostumada com meus questionamentos. Mas me lembro de ver a coitada suando, sem saber como responder. E morro de rir dessa cena. O que é

Continue lendo…

Formatura: mais uma etapa concluída!

Hoje é dia da formatura da Maitê no pré. A partir de agora ela vai para o Kindergarten na mesma escola da irmã. Não vai mais usar uniforme. Não vai mais dormir na classe depois do almoço. Não vai mais ser tratada pela professora como um bebê. Minha caçula cresceu rápido. Formatura é marco! Me lembro do dia que ela nasceu como se fosse ontem. Lembro de quando aprendeu a

Continue lendo…

Segundo filho: como contar pro primeiro

Minha amiga Eliana está grávida do segundo filho. Uma menina que chega em setembro. Assim como a maioria das mães ela está feliz com a bebê que está chegando mas, mais do que isso, está preocupada com o Arthur, seu primeiro filho. Como contar que daqui a pouco ele vai ter que dividir a casa, os brinquedos e, o mais duro: a mãe? Como explicar que o reinado de filho único vai

Continue lendo…

Culpa: barreira contra a felicidade!

A maioria das mães sente culpa. Por não ter tido parto normal. Por não ter amamentado. Por trabalhar demais. Por não poder dar tudo que o filho quer. Por não ter paciência. Por ser mole. Por cobrar muito. Porque queria ser perfeita. Chega de culpa A questão é que não existe perfeição. Não existe mulher maravilha. Não existe uma mãe que acerte sempre. Mas a culpa não deixa a gente enxergar

Continue lendo…

Dia das mães perfeito!

O dia das mães perfeito não precisa ter presente caro. Não precisa ser em nenhum lugar especial. Não precisa de luxo. Nem pompa. E muito menos de circunstância. Precisa apenas de uma boa dose de carinho! O dia das mães perfeito começa ainda na cama, quando as crianças surgem descabeladas com um desenho caprichado debaixo do braço. Quando elas se enroscam na gente e nos enchem de beijos. Quando elas repetem

Continue lendo…

Animais de estimação fazem bem a saúde!

Que ter animais de estimação em casa faz bem pra alma – quase – todo mundo sabe. Mas sabia que faz bem pra saúde física também? Foi isso que pesquisadores da Universidade de Aberta, no Canadá, descobriram. De acordo com o estudo, ter cães, por exemplo, é super importante para os pequenos. A presença deles não só reforça o sistema imunológico, como diminui o risco deles desenvolverem doenças infantis alérgicas e

Continue lendo…

Gentil com os outros e não com você

O segredo é ser gentil com os outros. Cumprimentar o porteiro. Respeitar seus colegas de trabalho. Levantar para um idoso sentar. Isso é o que todo mundo diz. E o que, com certeza, faz o mundo ser um lugar melhor. Mas, quer saber? Você precisa ser gentil com outra pessoa antes de mais nada: você! Gentil com você! Esse recado é unissex. Mas eu quero dirigir a você que é

Continue lendo…

Adotar: porque é tão complicado?

Adotar uma criança no Brasil é uma das coisas mais difíceis de se fazer. A maioria dos candidatos a pais aguarda de dois a seis anos para ser chamada. Isso, por si só, já deveria ser seríssimo. Existem 46 mil crianças vivendo em abrigos!!!! Pois e se eu te disser que há 39.447 pretendentes a pais habilitados. E que  17.627 aceitam crianças e adolescentes de todas as raças? Assustador, né? Esses dados

Continue lendo…