Drogas e os nossos filhos

Entre todos os pesadelos que afligem os pais as drogas ocupam, com certeza, um dos 3 primeiros lugares do pódio. Só de pensar no assunto muitos ficam arrepiados. Mas como proteger nossos filhos desse horror? Essa é a grande questão. Tenho tido muitas conversas com minhas amigas também mães a esse respeito e, embora eu não acredite em nenhuma fórmula mágica, acho que a resposta está muito mais perto do que a gente pode imaginar.

Mas antes de falar a minha opinião sobre o assunto eu resolvi falar sobre os absurdos que venho escutando. Tenho amigas que querem trocar o filho de escola porque na instituição tal o controle é maior. Outras querem mudar a criança de país porque no Brasil o acesso a droga é mais fácil. Conheço outras ainda que simplesmente evitam falar do assunto com os filhos adolescentes pra não gerar curiosidade sobre o tema. Oi???????

Drogas e os nossos filhos

Enfim, não tenho absolutamente nada a ver com os métodos de cada família. Mas tenho total responsabilidade sobre o que acontece na minha casa. Sendo assim eu acho que a melhor solução é educação. E não estou falando de escola A e nem B. Estou falando de base. De casa. Pai e mãe. E, sim, de controle “homem a homem”. Falo de conversar. Olhar no olho. Fuçar bolsa, carteira, celular se necessário. Invasão de privacidade? Talvez mas prefiro invadir a privacidade e descobrir logo que aquela pessoa está precisando de ajuda do que um dia ver que é tarde demais.

Eu tenho certeza absoluta que essa é a resposta para evitar esse e outros tipos de problemas dos nossos filhos. Não que pais ótimos e presentes também não corram o risco de perder os filhos para as drogas. Correm sim. Mas o risco é infinitamente menor. Não resta dúvida.

Educar é chato. Ter que repetir mil vezes que droga faz mal e pode acabar com uma vida é cansativo. Mas ninguém disse que ser pai/mãe seria fácil.

 

Deixar um comentário

Seu email não será divulgado.

x

Newsletter Familia Muda Tudo

Cadastre-se em nossa newsletter!