familia facebook pixel

Categoria Diário da Família

Trabalho em equipe e em família

Costumo brincar que na minha casa somos um time. Tudo que acontece aqui faz parte de um trabalho em equipe. Se eu vou colocar a mesa do jantar as meninas e o Gui ajudam levando as coisas. Se o Gui vai dar banho nos cachorros eu e as meninas pegamos a mangueira e o sabão. Se as meninas vão arrumar o quarto de brinquedos Gui e eu ajudamos a por tudo

Continue lendo…

Bronca: você dá muita?

Eu dou muita bronca nas minhas filhas. Até porque elas aprontam muito. Como toda criança. Mas ultimamente acho que tenho exagerado. Cheguei a essa conclusão no fim de um domingo quando estava deitada na cama com Nina e Maitê assistindo desenho. “Mãe, hoje foi muito legal!”. “Jura, Nina? O que você gostou mais: de passear de bicicleta, ir no parquinho, tomar sorvete ou banho de banheira?”. “O que eu mais

Continue lendo…

Meu pai é minha inspiração!

Ele sempre foi bravo. Bravo não. Uma fera! Rígido quando o assunto era horário. Compromisso. Trabalho. Duro com relação ao boletim. Chato com todos os namorados ou pretendentes. Pentelho pra deixar sair, viajar, badalar. Meu pai nunca foi moleza! Meu pai não é bolinho! Digo “foi” porque isso faz tempo. Não que meu pai tenha mudado muito. Continua com o mesmo gênio. Mesmo jeito. Mas agora não tem mais o controle

Continue lendo…

Confidente, carrasca ou tudo junto?

Seus filhos olham pra você e vêem o quê? Uma amiga, uma confidente? Uma carrasca, rígida e inflexível? Uma doida varrida que nem sabe se tem comida na geladeira? Uma pessoa super antenada quando o assunto é educação? Ou tudo junto e misturado? Pois acho que nosso jeito de ser mãe vai sendo desenhado a medida em que os filhos vão crescendo.   Quando a gente não tem filhos idealiza

Continue lendo…

Pão com manteiga é um luxo!

Sou o tipo de pessoa que acorda faminta. Que quando se hospeda em hotel acorda mais cedo para tomar café da manhã. Que quando vai no supermercado enche parte do carrinho com iogurtes, pães diferentes, queijos, geléias e muito mais. Mas tem uma coisa que nunca pode faltar no meu armário quando o assunto é esse. Pão e manteiga. Porque pão com manteiga é luxo! Pão com manteiga: todo mundo

Continue lendo…

Namorado, amante, amigo

Parece nome de música brega, eu sei. Mas o título desse post se refere ao meu marido. E sim, ele é meu namorado. Meu amante. Meu amigo. Sei que é cafona. Sei que é fora de moda. Até porque a moda é não insistir nas relações. A moda é partir para outra. Como se casar fosse igual trocar de camisa, de sapato. Como se fosse fácil virar a página. Não é.

Continue lendo…

Vergonha e pré-adolescência!

De uma hora para outra Nina tem vergonha de tudo. Decidiu que só se troca com privacidade. Ir a piscina sem a parte de cima, por exemplo, é impossível. Sair de casa de saia só se colocar um shorts por baixo. Falar com meninos só se forem conhecidos, porque são todos bobos (palavras dela!). Será que às vésperas de fazer sete anos (dia 25/06) minha filha já é uma pré-adolescente? Vergonha

Continue lendo…

Ginastica, balé, futebol?

Minhas filhas fizeram natação. Quando aprenderam a mergulhar perderam o interesse. Depois quiseram experimentar aulas de futebol na escola. Incentivei. Mas também não rolou uma paixão. Meses depois se encantaram com a ginastica olímpica. Frequentaram durante quase um ano, levavam jeito. Um belo dia, surpresa, decidiram: “não queremos mais” (assim, as duas juntas). Agora é a vez do balé. Ginastica x balé Nina e Maitê estão encantadas com bailarinas, sapatilhas

Continue lendo…

Minha casa não é de revista!

Minha casa é real. Nada daquela coisa arrumadinha que a gente vê nas revistas. Muito pelo contrário. Todos os objetos ali tem história. Me trazem lembranças. Me fazem sorrir. Minha casa não é de revista!! Na minha casa o sofá manchado de canetinha me lembra que no primeiro Natal que passamos nos Estados Unidos minhas filhas abriram o presente no lugar errado. A cadeira com pingos de vinho me faz gargalhar

Continue lendo…

Bruxa: é assim que eu me sinto!

Minhas filhas aprontam (como qualquer criança). E eu dou bronca como qualquer mãe. Coloco de castigo. Proíbo de fazerem algo que elas gostam. Faço sentar no cantinho pra pensar. E no fim do dia fico como? Me sentindo a bruxa do 71! Eu sou uma bruxa?? Eu sei que faz parte da educação. Eu sei que estou fazendo pelo bem delas. Eu sei inclusive que um dia elas vão me

Continue lendo…