familia facebook pixel

Categoria De Mãe pra Mãe

Matei a saudade de mim!

Se você é mãe, como eu, responda sinceramente: às vezes você não sente falta…de você? Não sei bem explicar essa sensação mas, se você é mãe, vai me entender mesmo assim. E vai entender quando eu disser que esses dias que fiquei longe de casa foram difíceis por causa da falta que senti das meninas e do Gui, mas importantíssimos porque eu matei a saudade…de mim! Que louco isso, né?

Continue lendo…

Nina cresceu!

Ainda ontem ela nasceu. Pequeninha, levinha, chorando muito, mamando rapidinho. Olhava pra ela e pensava no milagre da vida, em como era possível que aquele ser tão perfeito tivesse saído da minha barriga. Ainda no hospital, logo depois do parto, eu pegava ela no colo e ficava tentando imaginar o futuro. Pois bem, num passe de mágicas 5 anos se passaram. O futuro chegou. Nina cresceu tanto que essa semana

Continue lendo…

Um paizão de verdade

Eu sempre soube que ele seria demais como pai. Tem jeito com criança, paciência, gosta de brincar. Mas ele me surpreende a cada dia. Meu Gui é um paizão de verdade! Graças a Deus! Viajo muito a trabalho e ele sempre ficou com as meninas, e isso desde que a gente morava no Brasil. Mas, na maioria das vezes, tínhamos babá, empregada, família perto. Se ele precisasse de alguma coisa

Continue lendo…

Puxão de orelha na Pugliesi

Não conheço a Gabriela Pugliesi e não tenho nada contra ela. Pelo contrário. Acho uma menina linda e  morro de inveja daquela barriguinha sarada! Também admiro seu faro para negócios e para publicidade. Mas, como mãe, estou triste com ela.  Como mãe, eu daria um puxão de orelha na Pugliesi! Isso não tem nada a ver com a vida amorosa da blogger. Também já tive a idade dela e errei

Continue lendo…

As temidas perguntas dos pequenos

Com um pedacinho de pau Nina cutucou uma abelha que parecia morta. O bichinho se mexeu. Nina, toda feliz, correu me dizer: “ela estava morta e desmorreu, mamãe!”. Expliquei que aquela abelha, na verdade, estava viva já que,  se estivesse morta, não “desmorreria” nunca mais. Pronto. Foi o que ela precisava para perguntar: “mas se a gente nunca mais acorda depois de morrer,  pra onde a gente vai? Como é

Continue lendo…

Nós e os livros

Meus pais sempre leram para mim. E, como tudo na vida é o exemplo, virei uma leitora voraz e faço o mesmo com minhas filhas. Todas as noites, antes de dormir, temos um momento só nosso. Um ritual. Deito na cama e leio até as pequenas relaxarem. Faz bem para elas e para mim! Contar historias é uma delícia! Mais do que representar um prazer, esse hábito nos aproxima, fortalece

Continue lendo…

O cardápio americano tem que mudar

Segundo a Organização Mundial de Saúde divulgou esses dias, bacon, linguiça, presunto e salsicha estão na lista de alimentos cancerígenos (como qualquer outra carne processada). Ou seja, num país onde se come esses alimentos até no café da manhã, essa notícia caiu como uma bomba. E significa que o cardápio americano tem que mudar. Urgente! Na escola das minhas filhas tem salsicha no menu duas vezes por semana. Também tem

Continue lendo…

Contagem regressiva pra matar saudade!

Faltam 7 dias. Uma semaninha só. E, nos intervalos do meu trabalho eu vou, finalmente, reencontrar alguns dos meus muitos amigos que deixei no Brasil há quatro meses! Sim, estou fazendo contagem regressiva pra matar saudade! Contagem regressiva para dar risada até doer a barriga, contagem regressiva para desabafar, contagem regressiva para festejar! Não me entendam mal. Já tenho muita gente querida aqui nos Estados Unidos. Meu melhor amigo e

Continue lendo…

Meu bebezinho cresceu!

Maitê sempre foi fã de um “combo”chamado CHUPETUXINHO (traduzindo: chupeta+ursinho). Estava com sono? CHUPETUXINHO.  Contrariada? CHUPETUXINHO. Brigava com a irmã? CHUPETUXINHO. Mas meu bebezinho cresceu. O “combo”acabou. Me dei conta disso hoje e já estou com saudade. Meu bebezinho está grande! Na verdade metade do “combo” ela abandonou ano passado, ao entregar as chupetas para o Papai Noel. Um alívio por causa dos dentinhos. Também foi libertador não ter mais

Continue lendo…

Você feliz ou seu dinheiro de volta!

Quando minhas filhas usavam fralda o momento de trocar era um drama. Tinha que colocar as duas deitadas no trocador para abrir e elas não podiam levantar até estarem com a fralda limpinha. Pois uma amiga que veio me visitar aqui em Orlando acabou de me apresentar uma fralda tão prática que dá vontade de ter mais filho, só para aproveitar as facilidades que ela oferece! É a fralda-calça da

Continue lendo…