Não é fácil ser criança hoje em dia

Não sei se vocês já repararam mas, de um tempo pra cá, tudo tem que ser sem açúcar, sem sal, sem BPA e, de preferência, orgânico. Melhor mamadeira de vidro. Fralda de pano. Berço sem tinta. Melhor usar chupeta ortodôntica, colocar pra dormir sem travesseiro, dar banho no balde. Pisar na grama só de sapato pra não dar alergia, brincar na areia nem pensar é muito perigoso, comer doce é quase um crime. Olha…não é fácil ser criança hoje em dia!

Sinceramente prefiro minha época…a gente passava batom (que anunciava ser) 24 horas que vinha do Paraguai (não era pra criança, mas não acontecia nada), chupava um pirulito em formato de chupeta que era feito de açúcar vermelho (nem por isso tenho cáries e nem obesidade), passava neutrox rosa no cabelo antes de entrar na piscina. A gente comia um chocolate em formato de cigarro (e nem por isso passei a ser fumante) e corria pra rua pra andar de carrinho de rolimã e tomar chuva. Na minha época a gente brincava na areia da construção que tinha no bairro, só usava sapato quando ía sair, comia doce que a minha mãe fazia na sobremesa.

Na minha época as crianças eram mais livres, menos preocupadas. Tinham menos frescura. Claro que o mundo evoluiu e que estudos modernos mostram perigos que não conhecíamos. Claro que devemos tomar mais cuidados por causa de segurança, por exemplo. Mas será que é tudo tão perigoso como a gente ouve falar? Será que não dá pra ser mais leve e menos preocupado com nossos pequenos? Sei lá…mas eu acho que dá. Na minha casa a gente cuida da saúde das crianças, mas sem neurose. Sem stress. Sem proibir minhas filhas de terem infância.

Na minha casa se anda descalço sim, se pula amarelinha na calçada, se sobe em árvore. Na minha casa se come doce de vez em quando sim, se passa batom e esmalte para brincar de ser adulto, se toma banho de chuva. Na minha casa criança é criança. E ponto final.

19 Discussions on
“Não é fácil ser criança hoje em dia”
  • É isso mesmo, Pat! Criança tem que agir como criança, sem as neuroses e preocupações dos adultos, Se não fizerem isso agora, farão quando?
    Voltei no tempo, lembrando do batom 24 horas (que era verde e ficava rosa, kkkk), da chupeta de açúcar, do neutrox rosa, do cigarro de chocolate… Fiz tudo isso tb, rsrsrs! Mas hoje o mundo tá ficando chato… Muito “politicamente correto”! Ainda bem que tem mães que pensam como vc e permitem que seus filhos aproveitem a infância como crianças que são! Afinal, vão ter a vida inteira pra serem e agirem como adultos.

  • Deixei minha filha ser criança… e hoje depois de 14 anos descobri q ela( como eu) curtiu bem essa fase.. que infelizmente passa rápido demais…..

  • Tenho dois filhos,fico muito preocupada porque hoje o mundo e muito violento.preocupo com isso quase não pode fazer nada.

  • Na minha casa meus meninos brincam de escorregar no piso com detergente ,desde 6 meses(isso mesmo 6 meses)eu mesma fazia questão de escorregar eles.brincam na terra com o pé no chão todo dia,comem muito doce e não se preocupam se vai dar cárie ou se no sitio do vô talvez algum dia peguem uma pulga do cachorrinho,eu já comi muito doce,já peguei pulga e já brinquei no piso com detergente e nunca ficava doente, e eles também nunca ficam hoje já tem 8 e 6 anos e nunca gastei em pediatras o máximo que dava era um gripe no inverno.Leite NAN eles nem sabem oque é isso é leite de caixinha mesmo desde 1 mês de vida, eu intercalava o peito e a mamadeira e não que não tivesse condições de comprar,graças a Deus tinha e muito bem mas não achei necessário afinal eu tomava leite da vaca e não fazia mal porque a eles faria,e graça s a Deus nunca fez.Não é assim que são criadas as pobres crianças das comunidades mais carentes?Muitas vezes tanto cuidado é chilique de mãe que não sabem mas estão estragando seus filhos.E hoje trabalho com crianças e percebo que as mais felizes são as criadas da forma mais simples.

    • Eu tb brincava de escorregar no piso com detergente! KKKKKKK! Adorei lembrar disso! E escorregava com papelão no quintal da linha avó!!! Que gostoso lembrar disso e ver que outras pessoas, como vc, também acham importante a criação de forma simples! Bjo

  • Na minha casa tambem é assim! Moramos em um condominio com vários apartamentos e eles sempre brincam na rua, não é como quando eramos criança, não tem terra, areia, mais tem rua, gente e não só TV, tablet e celular. Acho muito válido.
    Adoro seu modo de ver a vida e criar suas filhas!!!

    • Obrigada pelas palavras querida! Tb adorei saber que seus filhos brincam fora de casa e não ficam só no celular/tablet! Parabéns pra nós que prezamos pela infância dos nossos filhos! Bjo

  • Sou uma mãe chata, mas adoro ver minhas duas filhas sendo crianças!!
    Este mundo de neuroses, está muito chato!!
    As crianças tem que voltar a ser crianças, isto sim!!

  • Que sorte da Nina e da Maitê por terem pais “sobreviventes” de uma “época difícil” em que podia andar descalço, brincar na chuva, curar o machucado com merthiolate que ardia, comer fruta do pé e tantas outras coisas sem neuras e preocupações sem necessidade!!
    Certamente ela são bem felizes! 🙂

  • Simplesmente isso!!!!
    Belíssimo texto, concordo com você do início ao fim.
    Na minha casa criança é criança e anda sim descalço, come doce sim, corre na rua sim…sem nenhuma neurose.
    Chega de padrão e paradigmas. Hoje nada pode se fazer porque dão algum nome e ainda por cima conseguem te provar que é errado.
    Meu Deus, como está difícil viver.

  • Na minha casa também Patrícia! Deixo viver e quando alguma coisa acontece, a gente arruma, como às vezes aparece um resfriado, um braço quebrado.., nada que um bom cuidado não resolva.

Deixar um comentário

Seu email não será divulgado.

x

Newsletter Familia Muda Tudo

Cadastre-se em nossa newsletter!