familia facebook pixel

Categoria Diário da Família

Almoço na escola

As aulas da Nina e da Maitê começam as 8h45 (na verdade a da Nina, porque na escola da Maitê ela pode chegar qualquer horário depois das 7h) e terminam 15h (só as quartas acabam as 14h, sendo que a Maitê eu posso buscar a hora que quiser). Ou seja: começou o dilema do almoço na escola. Falei sobre essa minha preocupação aqui pelo blog, conversei com amigas que já

Continue lendo…

Trânsito na volta as aulas

Fiquei intrigada ao levar as crianças na escola. Muitos, mas muitos pais mesmo, estavam levando os pequenos a pé. Outros tantos estavam de bicicleta. Alguns de patinete. Mas o fato é que pouca gente parecia estar indo a escola de carro. Achei curioso, até ir buscar minhas filhas! É que o trânsito na volta as aulas, principalmente, é caótico! E dizem que não melhora muito com o tempo não!! Pra

Continue lendo…

Escola nova: tudo diferente!

O fato de uma criança brasileira estudar numa escola americana faz com que tudo seja novidade pra ela e pros pais. É isso mesmo! Escola nova: tudo diferente pra todo mundo! Os pequenos aprendem dentro da sala de aula e a gente aprende fora! Não entendeu? Eu explico! Essa semana Nina precisa ir todos os dias com um adesivo colado na camiseta que diz o nome dela, da professora, a

Continue lendo…

O primeiro dia na escola foi…demais!

Desde que nos mudamos para Orlando minha maior preocupação era com a escola das meninas. Como seria? Iriam gostar? A adaptação seria fácil? E a comida? A professora? Os amigos? Nossa, era tanta insegurança e tantas dúvidas que nem sei. Pois hoje posso dizer que o primeiro dia na escola foi…demais! Ufa! Quem me acompanha por aqui ou no blog/revista Crescer sabe que a preparação pra que elas curtissem esse

Continue lendo…

Os avós foram embora!

Foram 13 dias juntos: do café da manhã ao jantar. Grudados. Tudo que um queria fazer os outros acompanhavam. Compras? Todo mundo ía junto. Parque? Lá estava a família toda. Supermercado? A tropa seguia em peso. Pois ontem os avós foram embora e a gente ficou…meio órfãos! Estranho, né? Não moro com meus pais há muitos anos. Saí de casa cedo para trabalhar e, desde então, sempre tentava visitá-los nos

Continue lendo…

A professora nova!

As aulas da Nina e da Maitê começam amanhã. Hoje é dia de deixar lancheira e mochila em ordem (leia-se lavar ambas!), comprar o que a Nina vai levar de lanche (na escola da Maitê não é preciso levar lancheira) e fazer as duas dormirem cedo (tarefa mais complicada de todas, já que elas estão sem rotina desde acabou o Summer Camp). Trabalhoso, mas muito legal porque elas estão super

Continue lendo…

Quem tem amigos tem tudo!

Quem me acompanha pelo blog ou pelas minhas redes sociais (@pat_maldonado) sabe que eu vou muito ao Brasil para trabalhar. Estou aqui há dois meses e já fui 4 vezes, uma média de uma vez a cada quinze dias! A última foi sexta-feira. Uma viagem em que comprovei, mais uma vez, que quem tem amigos tem tudo! Na quinta-feira a noite fui para o aeroporto em Orlando. O plano era

Continue lendo…

A visita dos avós

Meus pais não aprovaram muito minha mudança para os EUA. Na verdade eles até entenderam, aceitaram, mas aprovar o fato de que teriam que se separar das meninas…era um pouco demais! Combinamos então de ir pro Brasil duas vezes por ano. Eles viriam outras duas vezes (a primeira seria no Natal) . Mas quem disse que eles aguentaram esperar? Resultado: a visita dos avós foi antecipada! Não foi só a

Continue lendo…

Dia dos pais à distância

Passei o dia dos pais à distância, no avião. Na sexta-feira fui a Campinas apresentar um evento da Ponte Preta, meu time do coração que completou 115 anos (foto do look da noite!). No sábado, com o dia livre,   consegui curtir com meu pai. Fomos almoçar no restaurante que ele escolheu, demos bastante risada, conversamos sobre saudade, futuro. Ele muito preocupado com a gente e louco pra saber da

Continue lendo…

Ser mãe e trabalhar é difícil demais!

Estou morando há um mês nos EUA . Nesse período precisei voltar ao Brasil duas vezes. Escrevo esse post, aliás, sentada no sofá da casa da minha mãe, no Brasil. Delícia, né? É bom mas, se não fosse pelas minhas filhas, seria mais gostoso…porque ser mãe e trabalhar é difícil demais! Como soube da viagem com antecedência, deu tempo de preparar as meninas para ficarem sozinhas com o pai. Combinei

Continue lendo…