familia facebook pixel

Categoria De Mãe pra Mãe

Nós e os livros

Meus pais sempre leram para mim. E, como tudo na vida é o exemplo, virei uma leitora voraz e faço o mesmo com minhas filhas. Todas as noites, antes de dormir, temos um momento só nosso. Um ritual. Deito na cama e leio até as pequenas relaxarem. Faz bem para elas e para mim! Contar historias é uma delícia! Mais do que representar um prazer, esse hábito nos aproxima, fortalece

Continue lendo…

O cardápio americano tem que mudar

Segundo a Organização Mundial de Saúde divulgou esses dias, bacon, linguiça, presunto e salsicha estão na lista de alimentos cancerígenos (como qualquer outra carne processada). Ou seja, num país onde se come esses alimentos até no café da manhã, essa notícia caiu como uma bomba. E significa que o cardápio americano tem que mudar. Urgente! Na escola das minhas filhas tem salsicha no menu duas vezes por semana. Também tem

Continue lendo…

Contagem regressiva pra matar saudade!

Faltam 7 dias. Uma semaninha só. E, nos intervalos do meu trabalho eu vou, finalmente, reencontrar alguns dos meus muitos amigos que deixei no Brasil há quatro meses! Sim, estou fazendo contagem regressiva pra matar saudade! Contagem regressiva para dar risada até doer a barriga, contagem regressiva para desabafar, contagem regressiva para festejar! Não me entendam mal. Já tenho muita gente querida aqui nos Estados Unidos. Meu melhor amigo e

Continue lendo…

Meu bebezinho cresceu!

Maitê sempre foi fã de um “combo”chamado CHUPETUXINHO (traduzindo: chupeta+ursinho). Estava com sono? CHUPETUXINHO.  Contrariada? CHUPETUXINHO. Brigava com a irmã? CHUPETUXINHO. Mas meu bebezinho cresceu. O “combo”acabou. Me dei conta disso hoje e já estou com saudade. Meu bebezinho está grande! Na verdade metade do “combo” ela abandonou ano passado, ao entregar as chupetas para o Papai Noel. Um alívio por causa dos dentinhos. Também foi libertador não ter mais

Continue lendo…

Você feliz ou seu dinheiro de volta!

Quando minhas filhas usavam fralda o momento de trocar era um drama. Tinha que colocar as duas deitadas no trocador para abrir e elas não podiam levantar até estarem com a fralda limpinha. Pois uma amiga que veio me visitar aqui em Orlando acabou de me apresentar uma fralda tão prática que dá vontade de ter mais filho, só para aproveitar as facilidades que ela oferece! É a fralda-calça da

Continue lendo…

Como é difícil ser mãe, fala sério…

Ser mãe não é “bolinho”… Não importa se você é astronauta ou PHD em células tronco. Se você é CEO de uma multinacional. Se é dona de casa. Se é rica. Pobre. Se tem babá ou optou por fazer tudo sozinha. Ou se não tem opção. Ou se o pai foi embora. Ou mesmo se ficou, ajuda e é legal pra caramba (meu caso!). Em algum momento, minha amiga, você

Continue lendo…

Enxoval de bebê nos EUA vale a pena?

Fiz o enxoval de bebê das minhas filhas em Orlando (em 2010 e em 2011). Comprei roupa, carrinho, banheira, brinquedo. Na época o dólar valia perto de dois reais e era um ótimo negócio. Mas e com o dólar a quase quatro reais? Será que ainda vale a pena fazer enxoval de bebê nos EUA? Eu tenho certeza que sim. Mas como muita gente me pergunta isso decidi conversar com

Continue lendo…

Pais também tem direito de se divertir!

  Há dois meses (desde que chegamos em Orlando) não sei o que é ficar sozinha com meu marido, sossegada, nem me lembro do que é um jantar romântico. Mas hoje eu soube que tem Parents Night Out na escola da Maitê e que a Nina, mesmo estudando em outra escola, pode participar também! Os pais também tem direito de se divertir! Ebaaaaa! Na verdade o que acontece é que

Continue lendo…

Prova na escola

Nina tem 5 anos e já fez prova na escola. Meu coração de mãe ficou apertadinho  quando eu soube que ela seria submetida a um teste de verdade. Bobeira minha, eu sei, mas é que, pra mim, ela é tão pequenininha que não consigo imaginá-la fazendo determinadas coisas…e prova na escola é uma dessas coisas! Enfim, não tinha como escapar! Fui com a Nina na escola em que ela vai

Continue lendo…

Festa de criança nos Estados Unidos!

  Eu nunca tinha ido a uma festa de criança nos Estados Unidos. Já tinha visto em filme e já tinha ouvido falar que aqui ninguém caprichava muito quando o assunto era esse. Na minha cabeça aqui o negócio era reunir poucos amigos no quintal de casa, assar hambúrgueres e milho na churrasqueira, cantar parabéns com um bolinho bem simples e pronto! Eu até estava achando legal essa ideia, pra falar

Continue lendo…