familia facebook pixel

Mudar de país não resolve tudo!

Desde que eu mudei para os EUA muita gente me escreve em busca da solução dos seus problemas. “Estou desempregada, quero mudar de país como você” é a frase que mais escuto ou recebo pela internet. E a que mais me intriga também. Será que as pessoas pensam que mudar de país resolve tudo?  Será que imaginam que a vida por aqui é fácil? Será que as pessoas tem a ilusão de que arrumar emprego num país onde se é estrangeiro é simples?

Mudar de país é tranquilo?

Pois bem. Vamos aos fatos. Mudar de país é uma opção e uma maneira de abrir o leque de possibilidades da vida sim. Também é uma maneira de dar novas chances ao futuro, de se reinventar. Mas não é fácil e nem é para todo mundo.

Há que se abrir mão do que já foi construído. Há que se começar de novo (muitas vezes em algo completamente desconhecido). Há que se aprender a lidar com o medo, a saudade, a falta. E isso é mais complicado do que parece.

Por isso mesmo vejo famílias inteiras chegando aqui todos os dias, cheias de sonhos. Enquanto vejo outras tantas voltando para o Brasil decepcionadas. Algumas nem esperam o tempo necessário para que as coisas aconteçam, para que as oportunidades apareçam. Outras não se encontram. Não se encaixam. Não se misturam.

Mudar de país é muito mais do que deixar família e amigos para trás. É muito mais do que comprar passagem e fazer as malas. Mudar de país é mudar de cabeça. De rumo. De caminho. De sonhos. É se decepcionar com um monte de gente. É se apaixonar por outras tantas. É mudar internamente. É virar uma nova pessoa, com nova percepção sobre a vida. É enxergar tudo sob outro angulo, um outro filtro, com novas cores.

Por isso, sempre que alguém me diz que vai mudar de país eu digo: “pense bem”. Aqui há dificuldades, obstáculos, desafios como em qualquer outro lugar. Mudar de país não é fácil.

Deixar um comentário

Seu email não será divulgado.

x

Família Muda Tudo!

Assine o Blog da Família Muda Tudo!

*