familia facebook pixel

Dez dicas para comprar enxoval de bebê

Enxoval de bebê

A lista é enorme. Parece que não tem fim. E, se você assistir a esse vídeo, ela vai crescer ainda mais. Estou falando da lista do enxoval de bebê! Com a ajuda de uma profissional que trabalha com isso há anos, eu encontrei na minha parceira Macrobaby cinco produtos que você não pode deixar de ter. O mais legal: nem todo mundo sabe que existem! Eu pelo menos não conhecia a maioria!

Algumas dessas coisas ainda nem chegaram aí no Brasil, mas já estão nas prateleiras dos Estados Unidos. Já que eu moro aqui, nada mais bacana do que compartilhar com minhas leitoras as descobertas que tenho feito, certo?

Roubadas

Além disso me lembro muito bem de vááááários perrengues que passei quando minhas pequenas eram bebês como, por exemplo, onde esquentar o leite (coisa que eu já fiz na cozinha de uma papelaria, depois de muito pedir para a dona). Era dose também esquentar a papinha nas viagens (já tive que me virar numa barraca de praia, por exemplo).

Some-se a essas saias justas ter que trocar criança em banheiro de aeroporto, ter que fazer malabarismos para medir a febre (quem criança aguenta termômetro debaixo do braço?), ter que comprar body todo mês porque as pequenas cresciam rápido demais.

Ou seja, passei por tudo isso que vocês, futuras mamães, vão passar – e mais um pouco. Por isso eu digo de cara: vai dar tudo certo, vocês vão sobreviver e, em breve vão rir de tudo com uma saudade enorme, como eu faço. Mas se vocês puderem evitar algumas situações e passar menos aperto nessa fase já tão complicada da vida é melhor, né?

Pois bem. Pensando nisso, gravei esse vídeo. Espero que ajude e que vocês descubram que existem muitos produtos hoje que valem o investimento e que evitam dores de cabeça maiores.

2 Discussions on
“Dez dicas para comprar enxoval de bebê”
  • Achei algumas coisas bem supérfluas. Aliás, muitos produtos de bebês são extremamente desnecessários, sem falar que criança cresce rápido demais e essas coisas perdem a utilidade num minuto. Quando eu tiver um filho vou comprar só o básico, acho que vou preferir guardar dinheiro para pagar uma boa escola, viagens ou fazer uma poupança. Desses produtos que você citou nenhum “você não pode deixar de ter”. O complicado de fazer parceiras com marcas é que existe essa obrigação de anunciar qualquer tipo de produto. Você mesma parece ter consciência que muitos são totalmente dispensáveis, por isso se antecipou em rebater eventuais críticas. Você faria questão de comprar esses produtos pra suas filhas? E outra coisa: acho que esse site tem algum problema, pois ele fica atualizando toda hora, enquanto assistia ao vídeo ele atualizou umas três vezes e eu tive que dar “play” de novo no vídeo. Tem como consertar isso, Patrícia? Bjs.

    • Oi, Aline! Não concordo com vc, embora respeite a sua opinião. Acho os produtos interessantes sim e não vejo nenhum problema em fazer parcerias com empresas sérias como a Macrobaby. A loja é referência em produtos de bebê nos Estados Unidos e não é a toa. São os melhores, tem todos os tipos de produtos imagináveis. Com relação aos produtos serem supérfluos, isso é bastante relativo. Eu os achei interessantes e por isso são dicas minhas. Quem gostar, compra. Quem não gostar não compra. Mas eu compraria. E sobre o vídeo atualizar eu vou checar pra vc sim! Obrigada por me avisar do problema! Bjs

Deixar um comentário

Seu email não será divulgado.

x

Família Muda Tudo!

Assine o Blog da Família Muda Tudo!

*