Dentinho nascendo, um bebê crescendo

Maitê apareceu hoje com uma novidade: um dentinho permanente crescendo atrás do dente de leite. O da frente está um pouco – beeeeem pouco mesmo – molinho. Enquanto isso o outro está lá, apontando, antes do lugar dele estar livre. Como toda mãe gelei quando vi. Será que ela vai ter que usar aparelho? Será que vai ter que arrancar o de leite pra não atrapalhar o outro que está nascendo? Opa, mas de quem eu estou falando, afinal? Daquele bebê que usava fralda “outro dia”? Sim, mais uma das minhas bebês está crescendo.

Dentinho e dentão

O que estou sentindo é estranho. Feliz por ela estar se tornando uma menina linda. Inteligente. Cheia de personalidade. Triste por saber que, em muito breve, minha caçulinha vai ser uma menina “grande”, como ela mesma diz. Por imaginá-la sem os dentinhos miudinhos que eu amo tanto e que acompanhei crescer um a um. Se você não é mãe nem tente entender. É coisa de maluco essa sensação.

Enfim, o fato é que daqui a poucos dias aquele bebê que outro dia nem tinha dentinho daqui a pouco vai ter um dentão. Daqui a pouco vai crescer de verdade. Daqui a pouco não vai achar mais graça nas minhas bobeiras e vai preferir uma tarde com as amigas vendo filme do que o melhor passeio do mundo comigo (já é um pouco assim, mas beleza!).

Claro que estou dramatizando a situação, pensando lá na frente. Mas isso tudo vai acontecer, mais dia menos dia. E eu não estou preparada. Quando olho pra trás sei exatamente onde estava em que fase da vida da minha caçula. Tenho zero sentimento de que “ela cresceu e nem vi”. Eu vi. Vi tudo. Estava junto quando ela aprendeu a engatinhar, andar, correr. Quando aprendeu a mamar no peito, beber no copo, comer sozinha. Mas foi rápido demais e eu queria que essa fase incrível que é a infância durasse mais. Só isso.

Deixar um comentário

Seu email não será divulgado.

x

Newsletter Familia Muda Tudo

Cadastre-se em nossa newsletter!