familia facebook pixel

Confidente, carrasca ou tudo junto?

Seus filhos olham pra você e vêem o quê? Uma amiga, uma confidente? Uma carrasca, rígida e inflexível? Uma doida varrida que nem sabe se tem comida na geladeira? Uma pessoa super antenada quando o assunto é educação? Ou tudo junto e misturado? Pois acho que nosso jeito de ser mãe vai sendo desenhado a medida em que os filhos vão crescendo.

 

Quando a gente não tem filhos idealiza tudo. Quando eles nascem sim começamos a sentir necessidade de ser de um jeito ou de outro. E, engraçado, parece que todo dia mudamos um pouco, ou vamos nos ajustando a eles, sei lá.

No meu caso sempre imaginei que seria o tipo leve. Tranquila. Amigona. De repente me vi na obrigação de endurecer. As meninas estavam se comportando mal e eu tive que puxar as rédeas, botar ordem na casa. Não foi fácil, mas foi necessário. O diálogo não adiantava mais e elas estavam passando dos limites. Deu certo. As coisas entraram nos eixos.

Confidente, amiga!

Relaxei de novo. Voltei a ser a mãe que brinca mais do que briga. A que conversa. Aquela pra quem elas contam tudo. Sim, voltei a ser a confidente. E adorei esse papel. Com 5 e 6 anos minhas pequenas me falam sobre os meninos da escola, me perguntam coisas que não querem que o pai saiba. E eu amo essa cumplicidade, esses nossos segredos! 

Claro que se o assunto for sério vou ter que compartilhar com o pai e elas sabem disso. Mas o resto é papo nosso, de mulher, e eu não conto pra ele nem pra ninguém. E eu adoro isso! Ser a pessoa em quem elas confiam para contar e perguntar o que quiserem. Rezo para que seja assim pra sempre. Quero estar aqui em todos os momentos que as duas precisarem desabafar ou se aconselhar. Sem censura, sem preconceito, sem vergonha. Cabeça e coração abertos. Como tem que ser.

2 Discussions on
“Confidente, carrasca ou tudo junto?”

Deixar um comentário

Seu email não será divulgado.

x

Família Muda Tudo!

Assine o Blog da Família Muda Tudo!

*