familia facebook pixel

Educação infantil no novo país!

Minhas filhas estudam na mesma escola em que eu estudei quando criança. Amo o ambiente. Amo método de ensino. Amo a estrutura. Quando chego lá parece que volto no tempo, me sinto em casa. Por isso mesmo a educação infantil é um assunto muito importante pra mim. Como escolher a escola, no novo país, talvez acho que foi um dos maiores “problemas” com o qual tive que lidar quando tomei a decisão da mudança.  

Educação infantil…um dos meus dramas!

Perdi noites de sono fazendo listas do que queria na outra escola: ensino de qualidade, boa estrutura, professoras amorosas. Sempre que pensava nesse último ítem ficava com o coração na mão…todo mundo dizia que isso seria impossível, que os americanos são frios e que era pra eu me conformar. Isso eu iria perder. Era utopia pensar que numa cultura tão diferente eu ía encontrar algo parecido com o nosso calor humano. Ninguém me animava. E, mesmo assim, eu tinha esperança! 

Viajei em maio para Orlando para decidir detalhes importantes, entre eles as escolas das crianças. Sim, duas escolas diferentes, já que Maitê tem 3 anos (faz 4 em janeiro) e não pode ir ao kindergarden ainda com a Nina que, em agosto (quando as aulas começarem, já que o calendário deles é diferente do nosso) terá 5 anos. 

Chegando lá pesquisei com amigos que já moram há tempos na cidade. Não era bem assim. Tudo bem que não seria a mesma coisa mas, com a quantidade de brasileiros morando lá, os professores já estavam adaptados a beijos e abraços e passaram a retribuir o carinho. Ufa!

Não é fácil…

Antes da viagem decidi com meu marido que as meninas estudariam em escolas públicas (que lá são tão boas quanto as particulares). Nina já entraria esse ano e Maitê ano que vem (antes dos quatro anos o que existe lá é uma espécie de creche que custa em média 800 dólares por mês). Visitei várias instituições perto da casa que escolhemos morar (lá seu CEP determina quais escolas atendem sua região). Estava sempre de olho em tudo mas, principalmente, nas professoras. Na maneira como tratavam os pequenos. Depois da nota da escola (lá elas são qualificadas por letras com relação ao nível do ensino, sendo A a mais qualificada, B a segunda melhor e assim por diante), era fundamental pra mim o carinho. 

Me surpreendi. Encontrei professoras fofas que abraçam sim os alunos. E isso contou muitos pontos na hora de escolher as escolas. Foi um alívio. Agora as preocupações são outras: lá não existe aquela fase de adaptação como no Brasil (se elas chorarem nos primeiros dias eu não poderei ajudar ou interceder), a comida oferecida, na maioria das vezes, não é muito saudável e minhas pequenas não falam quase nada de inglês (como será que vão se comunicar no início? Como vão pedir para ir ao banheiro, para tomar um copo d’água, como vão dizer que não estão se sentindo bem?). Minha cabeça dói só de pensar. Mas cada preocupação no seu tempo. Por hora fico feliz por saber que elas vão continuar sendo recebidas na classe com um sorriso e um abraço.

33 Discussions on
“Educação infantil no novo país!”
  • Boa tarde Patrica, estou amando seu site, tenho me apoiado muito nele e principalmente nos seus comentarios. Minha familia também esta mudando para os Estados Unidos (eu, minha filha de 4 anos e meu marido.. -ah e minha cachorra Meg) e quando li seu post sobre a escola sei exatamente o que pensa quando coloca a cabeça no travesseiro e pensa como minhas filhas vão se virar na escola, como será a adaptação…Enfim realmente é dificil e te peço para continuar postando suas experiências, pois assim como eu estou me sentindo ajudada tenho certeza que esta ajudando outras pessoas.. Desejo muito Boa Sorte nessa nova fase da vida da sua familia

      • Estou me mudando em julho p orlando e estou com as mesmas dificuldades…. em Winter garden vc aconselha alguma escola p criancas de 3,5 anos??

        • Querida, a de 3 anos tem que ir para um day care. A Maitê veio com essa idade e, desde então, está na Star Child e ama! A Nina veio com 5 anos e estudou na Sunset e agora está na Bay Lake. E ama tb!! Boa sorte! vem com fé! O começo é chato mas vale muito a pena!! Bjs

  • Oi Patricia! Muito legal tua iniciativa de escrever este blog, eu tb vim morar nos Estados Unidos com meu marido e dois filhos pequenos um de 2 e um de 5 essa fase de adaptação é muito difícil, são outros costumes, outra língua, outro clima, comidas diferentes… Enfim nós estamos em Seattle há 6 meses e ainda nos adaptando. Em qual estado/cidade vcs foram morar? Estamos vendo possibilidade de mudar para Orlando pois me parece melhor por ser mais perto do Brasil, pq a saudade é muito grande. bjs

  • Olá, Patricia!
    Morei em Monterey, Califórnia 2 anos e meio e pude ver como é rápida a adaptação das crianças com o inglês e com os amigos . ( onde eu morava, tinha famílias de todo o mundo, estudando ma mesma faculdade do meu marido e morando na mesma vila militar). As crisnças choravam nos primeiros 3 dias e depois já estavam ótimas!! Incrível!!
    Sorte para vocês! No Final de Agosto você vai lembrar do que falei da adaptação!
    Não se espante se as meninas passarem a corrigir sua pronúncia… Rs

    Fernanda

  • Querida Patricia,

    Já passei por isso alguns anos atrás. Vim embora para os Estados Unidos quando meu menino tinha 4 aninhos, ele foi alfabetizado aqui, e posso te falar que a adaptação das crianças é muito rápida, que chega a nos surpreender. Quando vc menos esperar, vc vai pegar as suas princesas querendo falar inglês o tempo todo. Hoje meu menino tem 13 anos e só falo português com ele, pois se deixar o danadinho só quer falar inglês. Muitas felicidades para vcs aqui em Orlando, quem sabe uma hora não nos encontramos por ai. Fiquem com Deus! ??

  • Oi Patricia,
    Tudo bem? Sou de Campinas e devo me mudar (juntamente com meu marido e filha de 1 ano) para Orlando no próximo ano. Vamos abrir uma filial da empresa da minha família e eu vou para administrar o negócio. A gente pesquisa tanta coisa, né? Essa questão da escola para mim é a mais importante. No início, iremos morar em Kissimmee, onde já temos casa e passamos as férias, depois do período de adaptação (da minha família e do negócio também) pretendo me mudar para Windermere ou Winter Garden, onde tem boas escolas. Estou sempre vindo aqui para ir me informando sobre sua mudança! Acho que foi muiiiiito corajosa e tenho certeza que me fez uma excelente escolha, espero estar aí em breve! Beijos

  • Oi! Moro em Seattle a pouco menos de 1 ano. Queria que voce me falasse um pouco sobre a questao da escola de sua pequena. 300,00 doletas por mes seria um sonho. Por aqui pagamos quase 400 por semana!!!! Essa escolaque vc falou, é publica? Pode me explicar como funciona? Obrigada! Adoro o blog, conheci a pouco mas ja li quase tudo!

  • Oi Patrícia,
    Estou me mudando com minha família também em breve e vou a uma visita esteve mês. Desculpa perguntar, estou meio perdida, também vou colocar em escola pública. Como você fez para fazer a inscrição, fez antes de se mudar quando vocês ainda estavam no Brasil? Saiu rápido a vaga para a escola?

    • Clelia, escola pública vc não precisa reservar vaga. Precisa apenas ir na escola que atende seu CEP, ver o que eles precisam de documentação (dependendo da idade da criança precisa de histórico escolar tb, além da carteira de vacinação e atestado de saúde). Aqui na FL as públicas atendem crianças a partir de 5 anos…não sei como é em Boston…

  • Boa tarde Pat! Estive em Orlando em novembro e fui a Winter Garden e Windermere, me apaixonei bastante… Quando leio seus posts me vejo, sonho e vontade de morar aí aumenta a cada visita… Quem sabe irei de vez! ? Me animando!

  • Patricia, boa noite.

    Chegamos a tres semanas na região de Orlando e como é bom ler seus posts e saber que todos passam pelas mesmas duvidas e dificuldades. Tambem tenho dois filhos e sofri muito com a mudança da escola, o meu filho de 8 anos já tinha um bom circulo de amizade no Brasil, mas tambem foi muito bem acolhido por aqui, a professor é muio atenciosa e ele esta adorando.

  • Oi Patrícia, Estamos adorando seu blog, nos ajuda bastante. Também estamos em dúvida quanto a escolas, qual vc indicaria em Windermere ou Winter Garden, meus filhos tem 8 e 10 anos.

  • Olá Patrícia! Adoro a iniciativa de algumas “mamães aventureiras” postarem suas experiências para encorajar as novatas, kkkk
    Estou começando a estudar a possibilidade de morar em Orlando. Tenho uma casa de férias em Kissimmee, mas meu destino seria Windermere.
    Gostaria de saber algumas informações sobre as escolas.
    Qual é a escola que sua filha estuda? E a pequena, está em qual “creche”?
    Li por aí que nas escolas públicas as crianças não tem intervalo e que a semana de testes rola uma pressão absurda em cima deles…. o que vc sabe disso???
    Tô tensa, pois na verdade gostaria de colocá-los (tenho 3 meninos….. 8, 7 e 2 anos) na escola pública, mas algumas coisa que tenho lido diz que as escolas particulares são mais tranquilas, que eles não viram robozinhos!!! Sei lá…. Help me!!!!!
    Grande beijo

    • Lenise, querida! Antes de mais nada, calma! É uma mudança e tanto! Particular ou pública, as escolas exigem bastante das crianças aqui, mas a Nina que tem 5 anos e esta na Sunset Park ama a escola. A Maitê vau na Star Child e tb se adaptou super bem. Nenhuma das duas reclama de pressão, pelo contrário. Vão felizes da vida para a escola! Mas é tudo questão de ponto de vista. Quem sabe outras pessoas tenham opiniões contrárias, Só morando aqui e experimentando! Bjo

  • Olá Patrícia, adorei seus comentários o site tudo de bom !!!
    VC me deixou ainda com muito mais vontade de chegar logo aí, vou com os meus dois flihos uma tem 5 anos e foi muito util as suas informações. VC conhece algum corretor que possa me indicar casa para alugar em Winter Garden ? Pois vou ter que alugar uma .

    Obrigada beijoss,

  • Boa tarde Patricia
    Meu nome é Bruna e tenho um casal de filhos, o menino 5 anos e é autista e uma menina de 2 anos, queria indicação de escola para eles e se possível tratamento para o Artur.
    Gostaria de uma escola ou curso para o aprendizado do idioma, não falo e nem entendo nada de inglês.
    Meu marido tem um filho americano e estamos aguardando o green card, porem vamos no dia 10/12.
    Obrigada

    • Oi, Bruna! Gostaria de te ajudar a achar a escola para o Artur, mas não conheço nada nesse segmento. Sobre escola pra aprender inglês existem várias aqui em Orlando: Vallencia College, Ohla, entre outras. O ideal é você vir conhecer e ver com qual método de ensino se identifica mais…bjo

  • Patrícia, tudo bem?
    Bom, conheci seu blog ja tem um tempo quando eu pesquisava sobre morar em Orlando, pois eu queria estudar inglês e fui pesquisar sobre escolas para as minhas filhas que hoje tem 7 e 9 anos.
    Mas fui adiando este projeto de morar ao menos 1 ano por ai, devido a pensar na adaptação das crianças, e acabei comprando uma casa de férias em Kissimmee e ao menos 3 x ao ano estamos por ai.
    Agora em 2018 quero ver se consigo colocar em pratica este meu desejo de estudar ai, e mesmo assim ainda meu maior receio é a adaptação das crianças.
    Estou pensando em morar em Wildemere, e na sua opinião, acha que as meninas se adaptam com facilidade na escola? Pois amo Orlando, elas amam, a minha esposa então nem se fale, mas na hora de ir para a escola e enfrentar uma língua que apesar de terem aulas ja no brasil, tanto na escola quanto aulas particulares, com certeza ai a realidade é outra.
    Quando puder responder, eu agradeço imensamente, ah, sempre cruzo com você por ai, mas sempre fico com receio de abordar para perguntar sobre isso, ja nos cruzamos em shopping, no Florida Cup, no show do Fernando e Sorocaba ai na universal, etc.

    Muito obrigado e parabéns pelo seu blog.

    • Oi! Poxa, da próxima vez que a gente se encontrar se apresente, por favor! Sobre seu receio na adaptação das crianças já te digo que é um processo, demora um pouquinho e não é fácil. Mas elas são mais inteligentes que nós, adultos, e quando menos esperamos estão se sentindo em casa! Beijos e boa sorte!

Deixar um comentário

Seu email não será divulgado.

x

Família Muda Tudo!

Assine o Blog da Família Muda Tudo!

*