familia facebook pixel

Finalmente: uma gordinha na Playboy!

Por favor, parem as rotativas! Façam um minuto de silêncio! Compartilhem no facebook! Finalmente: uma gordinha na Playboy! É isso mesmo! Pela primeira vez na historia das revistas masculinas brasileiras uma mulher fora do padrão que os homens estão acostumados a ver nas páginas (mas que estão acostumadíssimos a ver em casa) vai estar lá mostrando suas celulites e pneuzinhos e muita beleza e sensualidade.

Na verdade vai mostrar mais do que isso. Vai mostrar realidade. Vai mostrar a vida como ela é. Ter uma gordinha na Playboy vai mostrar que quem está fora do padrão também é bonito, também sabe ser sexy, também pode ser desejado. Vai mostrar que tem espaço e gosto para tudo sim e que, ao contrário do que se propaga há muito tempo, tem muita gente que gosta de mulheres que não tem costelas aparecendo e nem barriga tanquinho e quer sim vê-las em poses sensuais.

De alguma maneira essa pequena grande vitória das modelos plus size, como são chamadas essas mulheres lindas que não vestem 34 (oi, gente, 34 não dá, vai??) é uma vitória de todas nós mulheres reais, normais (principalmente as que já são mães). Mulheres que não tem photoshop em casa. Que vivem brigando com a balança e com aquelas estrias que vieram depois da gravidez. Que vivem fazendo dieta para caber naquele vestido lindo e que fazem crediário para pagar tratamento contra celulite. Claro que se cuidar é ótimo, mas sem paranóia, gente!

Ju Romano: uma gordinha na Playboy

A escolha dessa modelo linda chamada Ju Romano para o ensaio, soou pra mim como se, de alguma maneira, alguém dissesse finalmente que todas nós somos bonitas do nosso jeito e seremos amadas por sermos exatamente assim. Claro que a gente amaria ter o corpo da Gisele Bundchen (eu queria também o cabelo e a conta bancária). Claro que se tivéssemos os olhos da Angelina Jolie seria o máximo. Claro que ter o bumbum da Sabrina Sato é o nosso sonho. Mas a questão é que muitas, por não alcançar nada disso, não conseguem ser felizes.

Chega dessa ditadura da magreza. Chega desse padrão incansável. Chega de ditar regras. Aliás chega de dizer do que a gente a gosta!!!

 

Leia mais sobre mulheres da vida real em http://familiamudatudo.com.br/mae-tambem-pira/

1 Discussion on “Finalmente: uma gordinha na Playboy!”
  • Meu corpo é quadris largos, bunda e pouco peito. Quando casei pesava 49 kg (oh my God!!!), hoje não sei quanto tempo tem que nem olho pra balança. Não sou gordinha, acho que falsa magra (se é que existe), quando vou comprar roupa e me perguntam o número digo: traz do 38 ao 42, o que ficar confortável e bonito é o meu número. Até pq os manequins femininos são meio loucos, o que antes era M virou G!!! Como meu marido fala: quem gosta de cabide é roupa, eu gosto de você assim.

Deixar um comentário

Seu email não será divulgado.

x

Família Muda Tudo!

Assine o Blog da Família Muda Tudo!

*