familia facebook pixel

Posts by Patrícia Maldonado

Disney todo dia!

Que tal dar deixar as crianças no Summer Camp e, antes de uma reunião de trabalho, dar uma volta na sua montanha-russa preferida? Foi exatamente isso que eu e meu marido fizemos hoje! Sim, nós vamos na Disney todo dia (ou quase)!! Com criança ou sem! Pode parecer coisa de maluco, mas não é! Nós compramos o “anual pass”, que permite um ano de acesso ilimitado aos quatro parques temáticos

Continue lendo…

Um abraço muda tudo

Já parou pra pensar como um abraço muda tudo? É muito maluco imaginar, mas é a mais pura verdade. Essa semana comprovei mais uma vez essa teoria. Minhas filhas, que pareciam tão adaptadas no Summer Camp, de repente, voltaram a chorar na hora de se despedir de mim e do pai (segunda-feira, sua linda!). Pois bem, quando fui buscá-las a professora (americana até o último fio de cabelo e, portanto,

Continue lendo…

Orlando diferente da que o turista conhece!

Orlando que pouca gente conhece!!                     Pouca gente sabe. Mas existe uma Orlando que vai além dos parques temáticos (embora fique bem perto deles). Uma Orlando diferente. Uma Orlando onde o homem quase não mexeu ainda. E essa Orlando também é demais! Estou falando de áreas da cidade onde a maioria dos turistas acaba não indo. Seja por falta de tempo

Continue lendo…

Crianças se entendem!

Semana passada cheguei um dia na escola das crianças (summer camp) e constatei o que eu já sabia: as crianças se entendem, não importa a língua! De longe, enquanto me aproximava do parquinho, vi a Nina “conversando”com um amigo de classe enquanto disputavam um balanço (na verdade um pneu pendurado numa árvore!). Perguntei depois: “o que vocês falavam?” Ela disse: “eu estava falando que era minha vez!”. Detalhe: ela só

Continue lendo…

Feira americana!

Sempre amei uma feira! Lembro de como era divertido ir com minha mãe quando era pequena e, por isso, depois que as meninas cresceram um pouco, passei a levá-las também. Hoje, no caminho do Summer Camp (onde elas ficam 3 vezes por semana), uma feliz surpresa: uma feira americana!!! Que delícia!!! Fui correndo conhecer! Claro que não é mesma coisa…os feirantes não são tão divertidos e não tem o delicioso

Continue lendo…

Dentista e consulta a distância!

Você já viu ou ouviu falar de  consulta a distância com o dentista/ortodontista? Pois eu também nem sabia que isso seria possível. Até a tarde de hoje. Dr Renato, que cuida do meu sorriso, me ligou do FaceTime para ver como estava meu tratamento. Vale lembrar que ele começou no Brasil cerca de um mês antes da nossa mudança. E sabe que deu certo? Dentista a distância pode funcionar (às

Continue lendo…

Lanche saudável na Disney

Falei outro dia aqui sobre a refeição e, dessa vez, o assunto é lanche saudável na Disney! Sim, minha gente, é possível! Claro que quando estamos num parque, de férias, acabamos liberando nossos filhos mais do que no dia-a-dia…mas se eles já não vão comer tão bem no amoço e no jantar, pra que relaxar no lanche também? Não seria melhor investir um pouquinho de tempo para garantir algumas vitaminas

Continue lendo…

Dando alguns passos para trás

Mudar, às vezes, é retroceder em alguns pontos e, ultimamente, sinto mesmo que estamos dando alguns passos para trás. Pro bem (estamos mais relaxados) ou nem tanto, como explico a seguir. Minha filha Maitê tem três anos e meio. Não usa fralda há pelo menos um ano. Nem pra dormir. O processo de retirada foi bem simples, nada que nós, mães não estejamos acostumadas (xixi no supermercado – num dia

Continue lendo…

As filhas peludas chegaram!

Foram sete dias separados até que, finalmente, nossas filhas peludas chegaram na nova casa! Záira (nossa labrador de sete anos) e Mauí (nossa maltês de 13 anos) não embarcaram com toda a família de cara porque a cia aérea que escolhemos não aceitava animais (quando descobrimos isso já havíamos pago as passagens). Mas na primeira oportunidade (aquele trabalho que fui fazer no Brasil e que citei no post anterior, lembra?) eu

Continue lendo…

Falta da família: problema maior!

A falta que a familia faz é o maior problema de quem  mora fora. Já contei aqui que semana passada fui ao Brasil trabalhar. Foi um bate-volta. Três dias. Duas noites. Uma delas está entre as mais difíceis da minha vida. Foi a noite que minha avó materna faleceu. Por coincidência eu estava no Brasil. Pude estar com minha família nesse momento triste. Por azar, trabalhei o dia todo e,

Continue lendo…