familia facebook pixel

Posts by Patrícia Maldonado

Solidariedade também se ensina

Quando penso no tipo de pessoa que quero que minhas filhas sejam uma palavra me vem a cabeça: legal! Pode parecer engraçado, mas é isso mesmo. Quero que elas sejam legais. Todos os dias tento ensinar alguma coisa que ajude nessa minha “missão”. Ontem percebi que solidariedade também se ensina! Peguei as duas na escola e disse que íamos a festa da Operação Sorriso, uma ONG que eu ajudo (http://www.operacaosorriso.org.br).

Continue lendo…

Divertida mente!

Nada melhor do que um cineminha e muita pipoca para curtir um dia frio, certo? Pois bem, dia desses os termômetros marcavam 12 graus aqui em SP, chuviscava e não havia nada de bom pra fazer com a Nina e a Maitê em casa (sem móveis, lembra?). Pronto! Tive a ótima ideia de levar Nina e Maitê para assistir Divertida Mente, o novo filme da Disney, que já virou febre

Continue lendo…

Cartinha de despedida

Uma imagem bonita e uma mensagem positiva. Assim é a cartinha de despedida que a Nina e a Maitê vão entregar para os amigos no último dia de aula, quinta-feira, 25 (aniversário da Nina, coincidentemente). Não aparece na imagem, por motivos óbvios, mas embaixo coloquei nossos telefones, endereço, nome no skype. Tudo para que os amigos não percam contato com minhas pequenas, não deixem de ligar, de aparecer, de trocar.

Continue lendo…

Os amigos de verdade são pra sempre!

  Essa semana eu disse para minhas filhas aquela famosa frase que diz que os amigos de verdade são pra sempre. E, cada dia mais, elas vêem que a mamãe tem razão. Um chaveiro de sereia. Foi isso que o João, amigo da escola, deu pra Nina na hora da despedida. Simples, baratinho, fofo. Mas, na verdade, o presente está carregado de tanto significado que choro só de descrever. Aos

Continue lendo…

As crianças ensinam os adultos! E surpreendem!

Quando a gente pensa que nós somos os adultos, que sabemos muito mais do que nossos filhos, o que acontece? Na primeira oportunidade as crianças nos mostram o contrário! Na verdade, as crianças ensinam! Ensinam a levar a vida mais leve, a não encarar tudo com tanta seriedade, a brincar mais em qualquer situação! Na minha família, por exemplo, a gente entendeu o que isso significa de fato quando “nossa

Continue lendo…

Bronquiolite, gripe e resfriado

Aberta a temporada de bronquiolite, gripe e resfriado! É isso mesmo, mamães! O frio chegou em todo Brasil e é hora de cuidar mais dos pequenos, de protegê-los, de vaciná-los (foto)! Mas, afinal, você sabe a diferença entre essas doenças? Sabe quais são os principais sintomas? Sabe como evitá-las? Eu ajudo! Bronquiolite Febre, tosse e dificuldade para respirar.  A bronquiolite nada mais é do que uma infecção infantil comum, em

Continue lendo…

Crianças e avião: combinação tensa!

Como se desculpar com os outros passageiros do avião pelo choro dos seus filhos, pelos chutes que as crianças dão na poltrona da frente, por incomodar o vizinho na hora do jantar ao derrubar o suco, o pão, o guardanapo? Pensando nessa combinação crianças e avião (já que estou prestes a encarar uma viagem internacional com as minhas pequenas semana que vem) me lembrei de um kit que um brasileiro

Continue lendo…

Viagem com crianças não é pra ser sinônimo de stress!

Muita gente me acha maluca, mas minhas pequenas viajam muito desde muito cedo. De carro, de trem, de avião. Como mamava no peito e eu ía trabalhar, Nina voou pela primeira vez, com 6 meses, rumo a Salvador. Maitê manteve a “tradição familiar” e foi com 5 meses para Goiânia me acompanhar num evento (eu morria de medo delas experimentarem a mamadeira e não quererem mais mamar!). Além do Brasil

Continue lendo…

Educação infantil no novo país!

Minhas filhas estudam na mesma escola em que eu estudei quando criança. Amo o ambiente. Amo método de ensino. Amo a estrutura. Quando chego lá parece que volto no tempo, me sinto em casa. Por isso mesmo a educação infantil é um assunto muito importante pra mim. Como escolher a escola, no novo país, talvez acho que foi um dos maiores “problemas” com o qual tive que lidar quando tomei a

Continue lendo…

A distância e os avós

Com lágrimas nos olhos. É assim que os avós das minhas filhas ficam quando alguém toca no assunto da nossa mudança. No caso dos meus pais, pra piorar, Nina e Maitê são as únicas netas. Ou seja, dói a simples ideia de encontrá-las apenas algumas vezes no ano. Claro que conscientemente eles sabem que estamos em busca de uma experiência enriquecedora, que pro futuro delas vai ser maravilhoso a fluência

Continue lendo…