familia facebook pixel

Posts by Patrícia Maldonado

Infância e as amizades

Não tem época melhor para se fazer um amigo de verdade. A infância é a época da vida em que somos mais honestos com relação a nossos sentimentos. E mais sinceros com relação a outras pessoas. Não existe lobby. Não existe forçar a barra por interesse. Não existe obrigação. Tudo é real: se o santo bateu, bateu. Se não bateu, adeus. E eu acho isso lindo de morrer! Infância: melhor

Continue lendo…

Colar ambar funciona?

Colar ambar? Dia desses fiz uma pesquisa no meu Facebook (Patricia Maldonado Oficial). Lá eu perguntei quais os temas que mais interessavam as leitoras. E esse foi um dos mais votados: o colar ambar! Sabe  aquele que muitas mães usam nos filhos para aliviar dores nos bebês? Pois ele ficou no topo da lista. A maioria das mães queria saber como ele funciona. Se funciona. Se eu usei. Pois bem. Na época em

Continue lendo…

Terrible two: 5 coisas importantes

Se seu filho está no terrible two só posso desejar duas coisas: que você tenha calma e que tenha boa sorte. Porque não é mesmo fácil. Trata-se, de acordo com especialistas, de um dos maiores desafios da maternidade. É a época em que eles testam os limites e a paciência dos pais. Que se jogam do sofá, que não obedecem ordens, que se acham capazes de tudo. Eu digo sempre

Continue lendo…

Sexo depois dos filhos: rola?

Opa, se rola. Pelo menos na minha casa rola. E na casa de várias amigas também. Mas sei de casas onde sexo não rola mais faz tempo, desde que os pequenos chegaram. Nessas casas que eu citei não falta amor, não falta tesão – já perguntei pras minhas amigas. Nessas casas rola cansaço, falta de tempo, falta de privacidade. Normal depois que a criançada nasce, né? Sexo sim! Pois bem,

Continue lendo…

Dúvida de mãe: filhos deixam de ser bebês?

O título parece coisa de maluco, eu sei. Mas garanto que faz muito sentido, especialmente se você é mãe/pai. A minha dúvida é: em algum momento os filhos deixam de ser bebês pra gente? Em algum momento vamos olhar pra eles e ver adolescentes, adultos? Ou, não importa a idade que tenham vamos sempre achar que são bebês que acabaram de nascer? Dúvida cruel Pergunto isso porque minha avó, de

Continue lendo…

Desfralde: momento delicado!

Prepare-se. Seu sofá vai ter xixi. O banco do carro vai ter xixi. A cama vai ter xixi. E dê graças a Deus se for só xixi, aliás! Porque outra coisa costuma surpreender a gente nos piores lugares na época do desfralde! Sim, o cocô também dá o ar da graça nos piores lugares e momentos! Se você está passando por esse momento delicado respire e lembre-se: todas passamos por

Continue lendo…

Carta de filha pra mãe

Nina tem escrito cartas. Cartas de filha pra mãe. Na verdade são bilhetes. Mas ela chama de cartas. E o conteúdo é sempre um pedido de desculpas. Funciona assim: ela apronta. Eu brigo. Ela some. Minutos depois aparece por debaixo da porta de onde eu estiver uma carta com pedido de desculpas. Com direito a desenho e tudo mais. Carta que me quebra no meio… Eu me derreto. Esqueço a

Continue lendo…

Regras não escritas são o mal do mundo`

Já parou pra perceber o quanto nossa vida é regida por regras não escritas? Aquelas que ninguém sabe de onde veio mas que, algum dia, alguém, em algum lugar, determinou? E que, na maioria das vezes, não tem fundamento e, simplesmente, não existem? Não entendeu? Eu explico. Regras Um dia uma diretora de TV com quem eu trabalhei (e com quem aprendi muito) disse que roxo era uma cor que

Continue lendo…

Expediente de mãe não termina!

Meu expediente começa todos os dias as 6h30. É a hora que as meninas acordam para ir para escola. É a hora em que começa o processo de lavar o rosto, escovar os dentes, pentear o cabelo. Que emenda no tomar café, escovar os dentes de novo, colocar o uniforme. Que continua no entrar no carro, ir para escola. Que tem sequência na minha chegada ao trabalho. Durante o dia

Continue lendo…

Balança feita de pneu é demais!

Criança se diverte com qualquer coisa. Um pedaço de papelão numa descida que tenha grama é maravilhoso. Uma mangueira numa tarde quente substitui qualquer piscina. Uma balança feita de pneu é demais. E tudo isso rende muitas horas de brincadeiras, risadas e alegria genuína. Sem tempo pra mau humor, reclamação, inveja. Já falei disso aqui outro dia. Naquela ocasião eu me perguntava em que momento da vida a gente perde essa

Continue lendo…