familia facebook pixel

Posts by Patrícia Maldonado

Reclamar está na moda

Ter filhos dá trabalho? Dá. Amamentar é difícil no começo? É. Ficar sem dormir acaba com a gente? Com certeza. Mas, vamos combinar, nada disso é um bicho-de-sete-cabeças. Todo mundo sobrevive (tanto é verdade que muitos casais tem mais de um filho). Que tal então parar de reclamar de tudo que diz respeito ao universo materno? Reclamar é moda Parece até que virou moda. Canso de ver posts em que

Continue lendo…

Desafio chamado lição de casa

O sinal na escola das minhas filhas toca as 8h15. A partir daí se inicia um dia pesado que só termina as 17h. Sim, a aula mesmo termina as 15h (as quartas as 14h). Mas, como já contei aqui, elas fazem atividades depois da aula. E eu chego para buscar as duas as 17h. Ou seja, depois de nove horas naquele ambiente. Brincando muitas vezes, rindo outras tantas. Mas aprendendo

Continue lendo…

Sonhos sonhados junto viram realidade

Sempre acreditei que sonhos sonhados junto tem uma força maior. É como se eles tivessem peso dois. Ganhassem mais credibilidade perante o Universo, sei lá eu. O fato é que, quando são assim, se realizam mais facilmente, na minha opinião. Por isso mesmo adoro comemorar quando eles deixam de ser sonhos e viram realidade! Nossos sonhos… Foi assim quando minha família e eu decidimos mudar de país. Gui e eu

Continue lendo…

Minha filha tem um crush

Minha filha tem 7 anos (e meio, como ela costuma dizer!). E um crush. Sim, ela tem um crush e me confidenciou isso hoje de manhã, a caminho da escola. “Oi????”, perguntei olhando pelo espelho do carro. “Sim, mãe, tenho um crush na escola! E não vejo a hora de encontrar com ele hoje!”, completou. Minha filha tem crush Não sou desse tempo. No meu tempo não tinha esse papo

Continue lendo…

No meu coração…sempre!

Hoje de manhã fui procurar uns documentos e encontrei fotos antigas. Eu estava sentada no chão do meu quarto, mas foi como se tivesse entrado no túnel do tempo. Me vi tele transportada para 2010, quando Nina nasceu. E depois 2012, na chegada da Maitê. Chorei de saudade dos meus bebês. Elas estão aqui, daqui a pouco chegam da escola derrubando tudo que encontram pela frente, tirando a paz e o

Continue lendo…

Cinco razões porque amo Halloween

Eu confesso. Dou auge dos meus 42 anos eu preciso dizer que amo Halloween. E essa paixão é recente. Nasceu há quase três anos, quando vim morar nos EUA. No Brasil até tinha alguma coisa relativa a data no meu condomínio, por exemplo, mas, por não ter tradição local, achava toda comemoração meio besta. Aqui é diferente. Aqui a gente respira Halloween. Mas, mais do que isso, acho que existem cinco

Continue lendo…

Um novo mundo novo vem aí

Outro dia na escola das crianças a professora disse uma frase que me chocou. Quarenta por cento de todas as profissões que as crianças de hoje vão escolher no futuro ainda não existem. Oi? Sim, mães e pais. Um novo mundo vem aí. E nós, adultos, não estamos preparados para ele. Definitivamente. Um novo mundo, cheio de tecnologia, se desenha. Nele as máquinas cada vez mais substituirão pessoas. Antigos hábitos

Continue lendo…

Iguais e diferentes ao mesmo tempo

Minhas filhas são iguais. E diferentes. Engraçado. Mesma criação. Mesmos valores. Mesma casa. Mesmos pais e mães. E, mesmo assim, são duas pessoas que não tem nada a ver uma com a outra. Quando eu digo nada a ver não estou exagerando. Estou falando de diferenças de temperamento e comportamento. De respostas opostas a estímulos bem parecidos. De água e óleo. Maitê acorda bem humorada as 6h30. Chamo a Nina

Continue lendo…

Bullying: não generalizem

Tudo que acontece de ruim nas escolas hoje é culpa do bullying. Por causa dele crianças se suicidam, atiram nos colegas da classe, reagem muito mal a determinadas situações. Muitas vezes ninguém investiga a fundo o caso, mas logo vem o rótulo: bullying. Bullying Claro que muitos dos casos tem a ver com esse problema. Claro que tem crianças que não sabem lidar com xingamentos e provocações. Mas, algumas vezes,

Continue lendo…

Super mulher? Eu não sou!

Muita gente me pergunta como eu dou conta de tudo. Trabalho, filhos, casa, vida. Mas, minha gente, quem disse que eu dou? Estou longe de ser super mulher, peraí… Super mulher nada!!! A verdade é que sim, trabalho muito, tenho duas crianças pequenas e pouca ajuda em casa para cuidar de tudo ( leia-se roupas, comida, limpeza com a mãozinha de uma faxineira 1 vez por semana). Mas acabo meus

Continue lendo…